Geografia Populacional – Transição Demográfica e Pirâmide Etária

Olá, meus queridos nerds!

Mais uma semana de intenso estudo se passou e o tão esperado final de semana chegou para dar uma aliviada nesse ritmo frenético que antecede as provas do vestibular, não é? Mas antes de se preparar para aquela saidinha clássica de sexta a noite, vamos dar uma descomplicada em um tema muito importante para o Enem e outros provas?

Então, hoje continuaremos falando sobre a geografia populacional. O tema é o processo de transição demográfica e também as famosas pirâmides etárias. A dica é que questões sobre esses conteúdos são clássicas nos diversos vestibulares, e, na maioria das vezes, é necessário que se tenha um bom entendimento sobre gráficos para resolução.

Preparados? Então, vamos lá! :D

- Definição:

Transição Demográfica é o processo no qual ocorre a diminuição das taxas de mortalidade e natalidade, sendo que a primeira diminui mais que a segunda, provocando um crescimento vegetativo. Tal processo explica a ocorrência de dois grandes fenômenos:

- O crescimento acelerado da população mundial no último século.

- O período de transformação de uma sociedade pré industrial, marcada por taxas de mortalidade e natalidade altas, para uma sociedade moderna (pós-industrial), caracterizada por ter ambas as taxas mais baixas.

- O Processo no Brasil:

O processo de transição demográfica tem afetado diretamente a pirâmide etária brasileira. Há alguns anos atrás, ela apresentava base larga e o topo estreito, indicando uma presença maior de jovens e crianças na população. Hoje em dia, a pirâmide apresenta um equilíbrio. Pode-se dizer que dentro de algumas décadas o Brasil possuirá mais adultos e idosos do que crianças e jovens. Tal característica já é vista nos países desenvolvidos da Europa.

- Motivos para o processo no Brasil:

A taxa de natalidade tem dimínuido consideravelmente nas últimas décadas, devido a fatores como a maior adoção e divulgação de métodos anticoncepcionais eficientes e também a maior presença da mulher no mercado de trabalho. Nas décadas de 50/60, um casal possuía cerca de 4 a 6 filhos, enquanto que atualmente, a média caiu para 1 ou 2 filhos.

A taxa de mortalidade também vem caindo em nosso país. Com as melhorias e avanços na área de medicina e na qualidade de vida da população, as pessoas passaram a viver mais. Enquanto que na década de 90 a expectativa de vida era de 66 anos, atualmente ela pulou para 72 anos, aproximadamente.

O gráfico acima evidencia claramente o processo de transição demográfica no Brasil ao longo dos anos. Podemos perceber uma mudança clara na estrutura da pirâmide etária, deixando de ter uma base tão larga, e passando a ter um certo equilíbrio.

*

E aí, galera, descomplicou? Espero que tenha ajudado! Quero ver as dúvidas de todo mundo aqui nos comentários, ok? :D

Um ótimo final de semana e até a próxima! :)

Tags: , , , , , , , ,

  • jefferson

    e eu vou manda um papo eu vou manda de vagarinho thau galera que eu vou durmi um poquinho


SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline